O prurido é uma sensação desconfortável que estimula o atrito com as unhas (coçar) contra a área afetada. A causa mais comum é pele seca (xerose) ou alergia (eczema atópico). No caso da alergia, ela pode ser de contato (luva de látex, detergente) ou resposta a uma mordedura de inseto (mosquito, geralmente). No entanto, em algumas pessoas, essa reação gera uma resposta em cadeia: quanto mais se coça, mais se quer coçar. Como então fazer parar a coceira na mão? Vamos saber agora!

Geralmente, a reação pruriginosa é transmitida por terminações nervosas livres, e é interpretada como coceira no sistema nervoso central. O prurido pode ter 4 causas:

  1. Cutânea (reação da pele)
  2. Neuropática (problema no nervo)
  3. Neurogênica (problema no sistema nervoso central)
  4. Psicogênica (distúrbios mentais)
Alergia na pele (eczema atópico) é a causa mais comum de coceira na mão

A mais comum é a cutânea, em que a secura (xerose) ou alergia da pele suscitam a coceira. Também estimula o prurido a dermatite, geralmente causada por mordedura de inseto (picada) ou infecções por fungos (micoses) e parasitas (p. ex: escabiose). 

A secura ou irritação da pele causam reação mediada por substâncias como histamina, serotonina e acetilcolina. Eles são neurotransmissores que ativam as terminações nervosas (as mesmas da dor, por sinal), gerando a sensação de coceira.

Como os problemas são dermatológicos, o tratamento é específico a cada agente.Caso o problema seja alérgico (eczema atópico), identificação e afastamento da fonte alergênica, bem como corticoides tópicos darão boa condução ao problema. Se há micose na pele (p. ex: Tinea corporis), o uso de antimicóticos como o cetoconazol resolve a infecção em 2 a 3 semanas. Resumindo: varia de caso a caso.

Mas a coisa fica mais difícil quando o problema não está na pele. É o caso do prurido neuropático (o problema é no nervo), como por exemplo, no herpes zóster (cobreiro), esclerose múltipla ou em tumores cerebrais. São condições geralmente acompanhadas pelo neurologista, e cujos tratamentos são bem individualizados, ou seja, é algo menos direto que distúrbios cutâneos.

O estímulo da coceira começa na pele, e vai até o cérebro, onde ocorre a sensação de prurido, levando a mão a coçar a região afetada

O mesmo ocorre na coceira neurogênica, que é o distúrbio da percepção no sistema nervoso central. Isso é muito comum na colestase, que é o acúmulo sanguíneo de bilirrubina (substância que forma a bile), geralmente por obstrução da vesícula biliar (por litíase biliar ou tumores pancreáticos). Também causam coceira neurogênica o diabetes, a uremia (insuficiência renal), e o uso de medicamentos opioides, como a morfina.

Nesses casos, embora não haja um remédio específico, pode-se indicar o uso de anti-histamínicos, lidocaína e propofol. Estas duas últimas têm prescrição controlada, e só devem ser utilizadas por indicação médica.

Pomadas são uma ótima forma de aliviar a coceira na mão

De toda forma, entre todos os casos, a xerose (pele seca) e as dermatites são de fato as causas mais comuns. A maioria das crises é passageira, mas podem precisar de cuidados médicos se houver persistência dos sintomas, pele descascando com frequência, ou ferimentos decorrentes. Dessa forma, evitam-se lesões abrasivas (arranhões) e possíveis infecções locais.

Portanto, parar a coceira na mão é algo muito simples, como se afastar de fatores irritantes, ou algo muito complexo, com medicações controladas. Depende de cada caso. De maneira geral, é algo provisório, que não deve incomodar por muito tempo. 

Ficou alguma dúvida? Deixa aqui um comentário, que eu respondo!

Se gostou desse artigo e quiser receber mais informações, assine nossa Newsletter, que mandamos conteúdo novo toda semana!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nosso suporte está aqui, vamos te ajudar.
👋 Olá, tudo bem? Como posso te ajudar